Pesquisa:

Imigração

voltar Comentar Imprimir

 

 

Sinei
Imagem ilustrativa
Sinei, a chinesinha diferente,
Tem seus pequenos olhos tão brilhantes,
Como bem poucos vi lá no Oriente,
E aqui, que lembre, nunca vira antes.

Quando a encontrei, pra mim tão sorridente,
Com meigos gestos, ternos, rutilantes,
Pus-me a querê-la tanto, e ardentemente,
Que a ela fiz mil frases suplicantes.

E muito quis que ela me quisesse,
Que fosse muito, o menos que me desse…
Mas, com amargor, passei a ver, por fim,

Que a chinesinha bela e tão mimosa,
Minha Sinei, sublime e tão formosa,
Tem muralhas chinesas para mim.


SP, junho/72 - Feiz Bahmed